Entries by lilian

,

Um lugar para as visitas que chegam

Ala penitenciária de Bangu III em dias de pós-rebelião. Clima de medo ronda as cabeças de fora. Vejo sempre enorme Bíblia aberta aberta por sobre a mesa do diretor da cadeia, como uma arma, uma espada, a proteger-lhe. Todo mundo prefere não entrar lá, ao meio das galerias de dentro. O ar das duas alas, […]

,

Aonde moram os bandidos?

Eu digo lá fora, que tenho mais medo de carro do que de bandido. Esta frase, foi dita num instante de liberdade e de comunhão, numa aula dentro da cadeia, em Gericinó, Rio de Janeiro. Houve silêncio geral, talvez em alguns, como um entrave a engolir. Passados dias lembrei dela novamente, só que com certo […]

,

Os Nazistas em Nós

O preso não tem direito a nenhuma sombra. No entra e sai de internos das muralhas, em idas ao fórum ou transferências, eu cruzava com esgares de agressão desumana, sofrimentos gratuitos e secretos pesares. Mãos para trás, rosto sempre ao chão, os internos iam e vinham. O tratamento dispensado dos alemães aos judeus nos campos […]

,

Encontros

Sempre lhes pedi, que ao me verem pelas ruas nunca deixassem de falar comigo. Um aceno, um olhar de mansidão e amigo, uma palavra. Talvez esse pedido seja apenas o sentimento de que, afinal, não poderei jamais viver sem eles. Nos abraçarmos lá fora, foi uma das declarações mais fortes e ensejadas, de quando um […]

,

Não Cabe Mais Nenhum!

Estou em Auschwitz! Esta frase foi a que me veio à cabeça quando, em 2003, meus olhos dominaram o horizonte de telas de arame, grandes galpões em série, mais a multidão de internos exalando os sem destino, sem pátria e, acima de tudo sem liberdade. Uma parte deles jogava bola num campo enlameado, em sol […]